Pesquisa indica partidos pró-europeus com grande vitória eleitoral na Ucrânia

Os partidos pró-europeus, tendo à frente um grupo de partidários do presidente Petro Poroshenko, venceram por esmagadora maioria as eleições parlamentares da Ucrânia, neste domingo, de acordo com uma pesquisa de boca-de-urna, o que lhe confere um mandado para encerrar o conflito separatista no leste do país e prosseguir com as reformas democráticas.

RICHARD BALMFORTH E NATALIA ZINETS, REUTERS

26 de outubro de 2014 | 18h43

Pouco depois do fechamento das urnas, Poroshenko disse que as negociações para a formação da nova coalizão de governo começarão na segunda-feira.

A sondagem, divulgada depois do fechamento das urnas no país, indica que o bloco de apoio a Poroshenko conquistou 23 por cento dos votos dados aos 29 partidos na disputa, saindo assim na frente da legenda de seu aliado, o primeiro-ministro Arseny Yatseniuk, que obteria 21,3 por cento.

Um outro partido também pró-Europa ficou em terceiro lugar, mas a surpresa foi o forte desempenho de um grupo que representa aliados do presidente deposto, Viktor Yanukovich, favorável à aproximação com a Rússia. O Bloco de Oposição, liderado pelo ex-ministro de Combustível Yuri Boiko obteve 7,6 por cento - o suficiente para colocar o seu partido no Parlamento.

Embora a apuração ainda vá levar horas, as pesquisas de boca-de-urna confirmaram as previsões de que um Parlamento pró-ocidental emergiria da primeira eleição parlamentar desde a queda de Yanukovich, em fevereiro.

"Podemos dizer hoje que um terço dos eleitores apoia a política do presidente de realização de reformas para o país entrar na União Europeia", disse Yuriy Lutsenko, o líder do bloco de Poroshenko.

(Reportagem adicional de Pavel Polityuk e por Grove em Volnovakha, Ucrânia)

Mais conteúdo sobre:
UCRANIAELEICOESUNIAOEUROPEIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.