PESQUISA-Obama dispara em disputa democrata pela Casa Branca

Barack Obama abriu uma grandevantagem sobre Hillary Clinton na disputa pela indicaçãodemocrata à Casa Branca, segundo uma pesquisa Reuters/Zogbydivulgada na quarta-feira. Obama também supera o republicano John McCain, que tem acandidatura praticamente assegurada, na simulação para aeleição geral de novembro, enquanto Hillary aparece atrás dovirtual candidato governista -- o que reforça o argumento deObama de que ele é o democrata mais qualificado para vencer. Depois de vencer na terça-feira em Wisconsin e no Havaí,acumulando agora dez triunfos consecutivos, Obama ruma embaladopara as importantes primárias do dia 4 em Ohio e Texas. A pesquisa mostra que em nível nacional Obama tem 14 pontosde vantagem sobre Hillary (52-38 por cento). No mês passado, osdois senadores apareciam em empate técnico. Obama também lidera em termos de delegados já comprometidoscom sua candidatura na convenção nacional democrata de agosto,que indicará o candidato à eleição de novembro. "Obama está com as melhores cartas e dá para ver claramenteseu impulso nos números nacionais", disse o estatístico JohnZogby. "É isso que acontece quando se ganha um monte deprimárias seguidas -- ou talvez seja por isso que se ganha ummonte de primárias seguidas." A pesquisa foi feita entre quarta-feira passada e sábado,antes, portanto, da polêmica do fim de semana sobre o fato deObama ter usado num discurso frases de um amigo, sem citar ocrédito. Segundo a pesquisa, Obama supera Hillary entre democratasregistrados e entre leitores independentes; em todas as faixasetárias, exceto os mais velhos; e em todas as faixas de renda,exceto entre os que ganham menos de 25 mil dólares por ano. O senador, que é negro, tem uma estreita vantagem entre oeleitorado branco, e ampliou a liderança entre os homens. Entreas mulheres, ele aparece empatado com Hillary. Entre os negros,tem cerca de 80 por cento dos votos. Já Hillary atrai doisterços dos hispânicos, que formam um eleitorado importante noTexas. "Isso tudo pode virar por uma ninharia, e já virou por umaninharia. Essa corrida tem sido uma montanha-russa", disseZogby. Na simulação para novembro, Obama supera McCain por 47-40por cento, com vantagem entre os independentes e em todas asfaixas etárias (exceto os eleitores acima de 70 anos), e emtodas as regiões, exceto o Sul. No outro cenário, McCain bate Hillary por 50-38 por cento.O senador supera a ex-primeira-dama em todas as regiões, entreos independentes e em todas as faixas etárias. "Ao menos por enquanto, esses números sugerem que Obama temo potencial de construir uma coalizão mais forte para a eleiçãogeral do que (Hillary) Clinton. Eles também sugere que Clintonteria de avançar muito." A pesquisa ouviu 494 prováveis eleitores democratas dasprimárias e 434 prováveis eleitores republicanos das primárias.A margem de erro é de 4,5 pontos percentuais para os democratase 4,8 pontos percentuais para os republicanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.