Pessoas reúnem-se na Carolina do Norte para homenagear homem morto por policial

Centenas de pessoas se reuniram na manhã deste sábado numa capela da Carolina do Norte, para homenagear Walter Scott, um afroamericano, pai de quatro filhos, que foi morto pelas costas na semana passada enquanto fugia de um policial branco.

REUTERS

11 Abril 2015 | 13h07

A morte de Scott, filmada por uma testemunha, reacendeu o clamor público contra o tratamento dados aos cidadãos afroamericanos por policiais. Michael Slager, o policial de North Charleston que atirou oito vezes nas costas do homem, quando ele fugiu de uma blitz, foi acusado de homicídio.

Sob um céu nublado, uma multidão se reuniu sob o pórtico do W.O.R.D. Ministries Christian Center, em Summerville, atrás da fita de isolamento da polícia que a separava das câmeras de TV e as tendas da mídia. A cerimônia, prevista para começar no início da tarde (horário de Brasília), será aberta ao público.

"Esse é um dia triste", disse o reverendo James Johnson, um  pastor que é o presidente da rede  local do líder dos direitos civis Action Network, do reverendo Al Sharpton.

(Por Harriet McLeod)

Mais conteúdo sobre:
MUNDO EUA HOMENAGEM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.