Petrobras adquire 50% de dois blocos na costa do Gabão

A Petrobras informou nesta sexta-feira ter adquirido 50 por cento dos direitos dos blocos Ntsina Marin e Mbeli Marin, localizados na Bacia Costeira do Gabão, na costa oeste da África.

REUTERS

17 Junho 2011 | 15h45

A estatal não divulgou o valor do negócio, feito por meio de sua subsidiária integral Petrobras Participaciones.

"A negociação foi concluída hoje (sexta-feira) e ainda depende da aprovação final do Governo do Gabão", afirmou a estatal em nota.

Os blocos foram adquiridos da empresa Ophir Energy, sediada no Reino Unido, que permanece com os 50 por cento restantes.

Segundo a Petrobras, a região offshore da República do Gabão apresenta estruturas geológicas consideradas comparáveis às áreas desenvolvidas no Brasil, o que eventualmente pode facilitar a exploração pelo know-how da companhia.

A região dos dois blocos abrange uma área de 6.683 quilômetros quadrados, em profundidade de água que vai desde águas rasas até 2.400 metros, de acordo com o comunicado.

"A Petrobras assume obrigação de executar um programa mínimo, que compreende 2 mil quilômetros quadrados de sísmica 3D até março de 2012. Ao término desta etapa, a Petrobras tem o direito de avaliar a sua permanência na próxima fase do programa exploratório, que inclui perfuração de poços."

A Petrobras já atua em exploração e produção em outros países da África, como a Nigéria.

No início do ano, a Petrobras adquiriu 50 por cento de participação em bloco localizado na costa do Benin, também na costa oeste da África.

(Por Roberto Samora)

Mais conteúdo sobre:
ENERGIAPETROBRASGABAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.