Petrobras confirma retomada de produção em outubro

A produção de petróleo da Petrobras no Brasil em outubro subiu 5,3 por cento em relação a setembro, para 1,94 milhão de barris por dia (bpd), recuperando-se parcialmente do volume mais baixo em quatro anos, afirmou a estatal em comunicado divulgado nesta segunda-feira.

Reuters

26 de novembro de 2012 | 11h11

A produção de setembro no país, de 1,843 milhões de bpd, havia sido a menor desde abril de 2008. A estatal disse que paradas para manutenção mais longas que o programado afetaram a extração no mês anterior.

Apesar da retomada, a produção no mês de outubro ficou abaixo do volume registrado no mesmo mês de 2011, de 2 milhões de bpd.

O volume de produção em outubro havia sido antecipado no início de novembro pelo diretor de Exploração e Produção, José Formigli.

O aumento de produção no Brasil em outubro ante setembro ocorreu mesmo com a parada programada para manutenção das plataformas P-7, P-43 e do FPSO Cidade de Vitória, disse a estatal no comunicado.

"Ele resultou, principalmente, do retorno à operação de outras unidades que estavam em manutenção em setembro e à entrada em produção do FPSO Cidade de Anchieta, na área denominada Parque das Baleias, no pré-sal da Bacia de Campos no Estado do Espírito Santo."

A estatal espera fechar o ano com produção média perto de 2 milhões de barris por dia.

GÁS

A produção de gás natural dos campos brasileiros, sem liquefeito, alcançou 62,425 milhões de metros cúbicos por dia, volume 3,5 por cento acima do produzido em setembro.

A produção total de petróleo e gás natural da companhia, no Brasil e no exterior, atingiu a média de 2,581 milhões de barris de óleo equivalente por dia, 4,4 por cento a mais que no mês anterior.

Em outubro de 2011, a produção da estatal havia sido maior, atingindo 2,616 milhões de barris de óleo equivalente.

(Por Gustavo Bonato)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPRODUCAOPETROBRAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.