Petrobras dobra limite de lote adicional de mega oferta

A Petrobras decidiu elevar o volume de ações do lote adicional de sua oferta gigante de papéis de 10 para 20 por cento do lote inicial, potencialmente ampliando uma operação que já é considerada como a maior do tipo da história no mundo.

REUTERS

17 de setembro de 2010 | 09h56

A companhia encaminhou no início deste mês pedido para vender um lote inicial de novas ações calculado em 111,6 bilhões de reais (cerca de 64,5 bilhões de dólares).

Esse montante ultrapassa com facilidade as ofertas iniciais de 22,1 bilhões de dólares do Agricultural Bank of China deste ano e a venda de 36,8 bilhões de dólares em ações da operadora japonesa de telecomunicações NTT, em 1987.

O lote inicial da oferta da Petrobras envolve 1,59 bilhão de ações preferenciais e 2,17 bilhões de papeis ordinários. Com isso, o limite do lote adicional foi ampliado de até 376 milhões de papéis para cerca de 752 milhões.

A operação ainda prevê eventual realização de lote suplementar envolvendo cerca de até 188 milhões de ações, equivalentes a 5 por cento do volume inicial.

A decisão de ampliar o lote adicional ocorreu em reunião do conselho de administração da estatal e o preço final das novas ações será definido em 23 de setembro.

A Petrobras, com a mega venda de ações, busca recursos para financiar seu agressivo plano de exploração das grandes reservas de petróleo descobertas na região do pré-sal, sobretudo na bacia de Santos. Em seu plano de negócios de 5 anos (2010 a 2014) estão previstos gastos de 224 bilhões de dólares.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPETROBRAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.