Petrobras inicia conversão de casco de navio em plataforma P-74

A Petrobras iniciou o processo de conversão do casco do navio Petrobras 74 em uma plataforma de produção, a P-74, informou a companhia em nota à imprensa nesta segunda-feira.

Reuters

20 de agosto de 2012 | 20h03

Segundo a estatal, essa é a primeira conversão de casco dessa natureza a ser feita no Brasil e está dentro do prazo programado pela companhia, que planejava dar entrada no estaleiro Inhaúma em 24 de agosto.

A P-74 será o primeiro FPSO (navio-plataforma) com destino aos campos do pré-Sal da bacia de Santos. As obras de conversão da plataforma têm previsão de término em junho de 2014.

A inspeção das chapas do casco e a desmontagem de equipamentos originais do navio serão as primeiras atividades da conversão, informou a Petrobras.

"Além dessas atividades, a conversão também prevê o reforço estrutural do casco e a construção de novos módulos de acomodação, que terão capacidade para 110 pessoas", disse em comunicado.

A conversão do navio em plataforma é a primeira grande obra do estaleiro Inhaúma após ser arrendado pela Petrobras.

Em junho de 2010 a estatal assumiu a gestão do estaleiro por um período de 20 anos para atender às suas crescentes demandas.

Após a conclusão dessa etapa de conversão, cada casco será transportado até outro canteiro. A partir daí, será iniciada a etapa de integração, ou seja, a instalação de módulos da planta de processo sobre os cascos convertidos. Os contratos de construção e integração dos módulos serão assinados até abril de 2013.

(Por Leila Coimbra)

Mais conteúdo sobre:
ENERGIAPETROBRASPLATAFORMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.