Petrobras tem lucro recorde de R$10,85 bi no 3o tri

Maiores preços, vendas, aumento de produção e o câmbio garantiram à Petrobras um lucro líquido recorde no terceiro trimestre deste ano. Os ganhos entre julho e setembro somaram 10,852 bilhões de reais, uma alta de 96 por cento em relação ao resultado registrado há um ano, de 5,528 bilhões de reais. "Esse resultado é consequência, principalmente, do aumento da produção, da elevação dos preços médios de realização dos derivados no mercado interno e das exportações e do ganho cambial decorrente da depreciação do real sobre os ativos líquidos expostos à variação cambial no valor de 3,478 bilhões de reais", destacou a companhia em relatório ao mercado. "O lucro foi ajudado pelo câmbio", destacou o diretor Financeiro da Petrobras, Almir Barbassa, falando a jornalistas. O resultado ficou acima da previsão média de cinco analistas ouvidos pela Reuters, que apontavam lucro de 9,3 bilhões de reais no período. O lucro antes de juros, impostos e amortizações, conhecido como Ebitda, ficou em 15,680 bilhões de reais, contra os 13,075 bilhões de reais registrados no mesmo período do ano passado. A Petrobras informou que, no acumulado do ano até setembro, o lucro líquido consolidado também foi recorde, subindo 61 por cento em relação ao apurado no mesmo período de 2007, para 26,560 bilhões de reais. Isso ocorre, segundo a empresa, "devido, principalmente, aos melhores preços médios de realização de petróleo e derivados, ao aumento da produção total que cresceu 4 por cento no período, menor despesa com plano de pensão e efeitos cambiais".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.