PF combate desvio de verba e câmbio ilegal no Nordeste

A Polícia Federal realiza nesta terça-feira, 4, uma operação contra o desvio de recursos públicos nas cidades de Tanque d''Arca e Piaçabuçu, no Estado de Alagoas. A soma dos desvios pode chegar a R$ 5 milhões, segundo as investigações.

GABRIELA VIEIRA, Agência Estado

04 Junho 2013 | 16h05

Os prefeitos Dalmo Santana Júnior (PSB), de Piaçabuçu, e Roney Tadeu Valença Silva (PMDB), de Tanque d''Arca, e outros 26 funcionários públicos dos municípios serão afastados de seus cargos, de acordo com informações da PF. A Operação Capibe cumpriu ainda 34 mandados de condução coercitiva e outros 30 de busca e apreensão.

Maranhão

Também na Região Nordeste, a PF prendeu dez pessoas em ação contra câmbio ilegal na capital São Luís e na cidade de Raposa. As investigações, que levaram à prisão da quadrilha nesta terça-feira, tiveram início em 2012. Segundo os policiais responsáveis pela Operação Cotação, o grupo fazia operações de grandes quantias de moedas estrangeiras, sem a autorização do Banco Central.

A quadrilha foi encaminhada ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanece detida à disposição da Justiça Federal. No total, mais de 160 policias federais participaram das duas operações.

Mais conteúdo sobre:
OperaçãoPFNordeste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.