PF prende 40 no Paraná acusados de vários crimes

A Polícia Federal (PF) no Paraná prendeu hoje um grupo de 40 pessoas ligadas a crimes de homicídio, roubos, sequestros, além de tráfico de drogas e de armas. A Operação Mercúrio, como ficou conhecida a ação policial, investigava os suspeitos há um ano.

JULIO CESAR LIMA, Agência Estado

25 Outubro 2011 | 19h19

No total havia 18 mandados de prisão preventiva e 21 de prisão temporária, além de 50 mandados de busca e apreensão. O grupo foi encaminhado para o Presídio Central de Catanduvas sob a tutela da PF. No total, os criminosos detidos provocaram prejuízos de R$ 2 milhões à Caixa Econômica Federal, Itau, Santander e R$ 1 milhão ao Banco Continental, do Paraguai, que também participou da ação.

Segundo o diretor de Comunicação da PF, Marcos Koren, a ação conjunta (incluindo as polícias de Santa Catarina e Rio Grande do Sul) teve início em dezembro. "São pessoas que cometeram diversos crimes, entre os quais roubos a residências, bancos, latrocínios, homicídios", disse. Também foram encontrados materiais exclusivos da polícia e do Exército, como coletes a prova de balas, giroflex, rádios e luzes.

Além desses crimes, as quadrilhas também atuavam em roubos a ônibus de turismo. Somente no último mês eles participaram de assaltos a ônibus que transportavam turistas entre São Paulo e Foz do Iguaçu.

Mais conteúdo sobre:
políciaquadrilhabancoconsolida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.