Philip Roth anuncia o fim de sua carreira

O escritor americano Philip Roth não pretende mais escrever novos livros. A informação foi divulgada ontem pela sua editora, Houghton Mifflin, e confirmou os boatos que já circulavam desde quarta-feira, quando, em uma entrevista divulgada pela revista francesa Les Inrocks em seu site, o escritor afirmou: "Para ser bem sincero, terminei. Nêmesis vai ser meu último livro".

UBIRATAN BRASIL, O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2012 | 02h04

O escritor de 74 anos disse que releu todos os seus livros favoritos, além dos seus próprios, até tomar a decisão. "Queria ver se eu perdi tempo escrevendo. No fim de sua carreira, o boxeador Joe Louis disse: 'Eu fiz o melhor que pude com o que tinha'. É exatamente o que eu diria do meu trabalho. Depois disso, decidi que não farei mais ficção. Não quero ler nem escrever mais."

Autor de livros premiados, como O Complexo de Portnoy (1969), Operação Shylock (1993) e O Animal Morimbundo (2001), Roth sempre foi cotado para o Nobel de Literatura, prêmio ainda não conquistado. / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.