Piloto britânico que ficou cego em pleno vôo aterrissa avião

Homem de 65 anos sofreu derrame a 4 mil metros de altitude e foi orientado por outro avião da Força Aérea

Da BBC Brasil, BBC

07 Novembro 2008 | 17h21

Um piloto britânico que perdeu a visão em pleno vôo, a mais de 4 mil metros de altitude, conseguiu aterrissar seu avião com orientação de outra aeronave, da Força Aérea britânica (RAF, na sigla em inglês). O incidente ocorreu na sexta-feira da semana passada. Jim O'Neill partiu do aeroporto de Prestwick, na Escócia, para Chochester, na Inglaterra. O piloto de 65 anos voava com um avião Cessna, quando sofreu um derrame e perdeu a visão. O'Neill tem 18 anos de experiência com aviões. Ele passou um alerta de socorro para a base da RAF em Linton-on-Ouse. Um avião partiu da base de RAF para ajudar O'Neill a aterrissar, com instruções passadas por rádio. "No começo, pensamos que ele tinha sido cegado pela luz do sol, porque ele tinha dificuldades para ler os instrumentos e fez um alerta de segurança", disse o comandante de operações da RAF em Linton-on-Ouse, Andy Hynd. Hynd conta que O'Neill não conseguiu ver a pista e que a RAF despachou um avião para ajudá-lo. O comandante Paul Gerrard, que trabalha como instrutor de vôo, seguiu O'Neill com um Tucano T1 a uma distância de 50 metros. "Ele usou sua voz para guiar [O'Neill], orientando para esquerda e para direita, para que ele baixasse seu avião e para que iniciasse os procedimentos de aterrissagem", contou Hynd. "A uma distância muito pequena, ele ainda não conseguia ver a pista, e foi apenas no último minuto que ele conseguiu", acrescentou. "Ele aterrissou a partir da metade da pista e parou a aeronave no fim dela." Hynd contou que a RAF está acostumada a orientar aviões que estão perdidos e sem rumo, mas nunca com pilotos sofrendo de cegueira. "Foi um esforço fantástico de equipe de todos os envolvidos e estamos orgulhosos que conseguimos trazê-lo de forma segura ao solo". O'Neill foi analisado por médicos da RAF antes de ser transferido para o Queen's Hospital, em Romford, onde está internado em estado grave.       BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.  

Mais conteúdo sobre:
Reino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.