Pintor Romero Britto é preso em Miami por dirigir bêbado

O pintor e escultor brasileiro Romero Britto, um dos artistas plásticos que mais tem trabalhos em espaços públicos em Miami, nos Estados Unidos, foi detido ontem por dirigir embriagado, segundo informou um policial hoje. Os exames revelaram que o nível de álcool no sangue do pintor era quase duas vezes superior ao limite permitido por lei. "Sinto-me muito envergonhado por tudo isso", disse Britto, de acordo com informe divulgado pela polícia. "Tomei algumas bebidas, foi isso que aconteceu."

AE-AP, Agencia Estado

27 de março de 2009 | 18h28

Britto dirigia seu carro em uma avenida central da cidade de Miami Beach, quando a polícia percebeu o comportamento irregular do carro e ordenou que ele parasse. Segundo o informe, o policial P. Socarras viu Britto cruzar as pistas da esquerda da avenida pelo menos três vezes e na última, ele quase se chocou com outro veículo. Uma mulher que atendeu o telefone no escritório do artista, e não se identificou, disse que o pintor não fará declarações.

Britto, de 45 anos, está radicado em Miami desde 1987. Ele pagou uma fiança de US$ 1 mil e foi liberado cerca de 15 horas depois do incidente, informou o jornal The Miami

Herald Janelle Hall.

Mais conteúdo sobre:
prisãopintorRomero BrittoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.