Piratas somalis pedem resgate de US$7 mi por casal britânico

Piratas somalis pediram resgate de sete milhões de dólares para libertar um casal britânico sequestrado no oceano Índico, de acordo com uma ligação telefônica exibida pela BBC nesta sexta-feira de um homem que se diz membro da gangue.

REUTERS

30 Outubro 2009 | 21h42

Homens armados capturaram Paul e Rachel Chandler, ambos com cerca de 50 anos, na sexta-feira passada enquanto navegavam em águas internacionais ao norte das ilhas Seicheles e os levaram para a costa da Somália.

"Nós apenas precisamos de uma pequena quantia de sete milhões de dólares", revelou a BBC citando o homem não identificado. "Se eles não nos ferirem, nós não iremos feri-los."

Em um telefonema a seu irmão Stephen Collett, Rachel Chandler disse que eles estavam lidando com a pressão e que os sequestradores lhes haviam dado comida e água.

"Por favor, não se preocupe conosco, estamos administrando (a pressão)", ela disse, de acordo com uma gravação da conversa exibida pelo canal ITV News.

Um pirata chamado Hassan disse à Reuters por telefone no início desta semana desde a cidade costeira de Haradheere que a gangue estava abrigando o casal em um navio também sequestrado de Cingapura.

(Reportagem de Peter Griffiths)

Mais conteúdo sobre:
SOMALIA PIRATAS RESGATE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.