Planeta

Ministra brasileira integra painel da ONU sobre sustentabilidade

, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2011 | 00h00

A ministra brasileira do Meio Ambiente, Izabella Teixeira (foto), passará a integrar um painel das Nações Unidas sobre sustentabilidade global. O convite foi feito pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

Criado em agosto de 2010, o painel reúne 21 membros e busca a discussão de oportunidades e desafios do desenvolvimento sustentável. É copresidido pela presidente da Finlândia, Tarja Halonen, e pelo presidente da África do Sul, Jacob Zuma, e reúne personalidades para formular um novo projeto de desenvolvimento para o mundo.

Segundo as Nações Unidas, as alterações climáticas, a escassez de água, a perda da biodiversidade, a destruição de ecossistemas e as mudanças nos padrões demográficos e de consumo exigem novas abordagens para garantir o alcance dos Objetivos do Milênio, grupo de metas da ONU para erradicar a pobreza e garantir o bom uso dos recursos naturais. O painel pretende explorar abordagens para a construção de uma economia verde, de baixo carbono, capaz de erradicar a pobreza. O primeiro encontro foi realizado em setembro de 2010, em Nova York. ,

POLUIÇÃO

Vazamento de óleo dá multa a cimenteira

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) aplicou multa de cerca de R$ 174 mil à empresa Camargo Corrêa Cimentos, em Jacareí, no Vale do Paraíba. O motivo da punição foi o vazamento de 22 mil litros de óleo combustível ocorrido na sexta-feira passada. O óleo que vazou atingiu uma lagoa e um trecho de várzea nas proximidades da indústria. A multa, no valor máximo previsto pela legislação, deve-se ao fato de a empresa proceder de forma inadequada na manutenção do sistema de segurança, segundo a Cetesb. Em nota, a Camargo Corrêa afirmou que "tomou todas as providências necessárias para a contenção do material e a limpeza da área".

PÓS-GRADUAÇÃO

Cidades sustentáveis são tema de mestrado

O Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio) tem inscrições abertas até o dia 21 para o mestrado em Engenharia Urbana e Ambiental. O curso é dirigido a engenheiros, arquitetos e profissionais das áreas de meio ambiente, urbanismo e infraestrutura, interessados em obter uma visão geral dos problemas das cidades. Informações em urb.puc-rio.br. / ANDREA VIALLI e KARINA NINNI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.