Planeta

São Paulo ganha pontos de coleta de lixo eletrônico

, O Estado de S.Paulo

03 Junho 2011 | 00h00

Quem tiver em casa computadores, celulares, impressoras e baterias antigos, entre outros tipos de lixo eletrônico, pode aproveitar a Virada Sustentável - evento que será realizado durante o final de semana em São Paulo - para se desfazer desses itens de modo ambientalmente correto. Durante o evento, pontos de coleta de lixo eletrônico serão instalados na cidade.

Os pontos de coletas estarão na Câmara Municipal, Mercado Municipal, Parque do Ibirapuera, Parque Villa-Lobos, Parque da Água Branca, Plataforma Sinergia, Parque Santo Dias e Parque do Nabuco. Alguns pontos de coleta serão permanentes, como o que será instalado no Parque do Ibirapuera.

"Todo o material eletrônico coletado nesses pontos será encaminhado posteriormente para reciclagem e tratamento, onde receberá um destino adequado", explica Carlos Roberto Silva Filho, diretor executivo da Abrelpe, entidade que reúne empresas de coleta de resíduos e uma das responsáveis pela ação.

Segundo ele, é o primeiro passo para se implementar de forma definitiva, na cidade, a coleta e reciclagem do lixo eletrônico, que ficará a cargo da empresa Silcon Ambiental. Mais informações sobre o pontos de coleta em abrelpe.org.br.

CONSUMO

Rede quer banir sacolas até junho de 2012

A rede de supermercados Pão de Açúcar vai banir, até 5 de junho de 2012, a distribuição gratuita de sacolas plásticas em todas as 153 lojas da rede no País. Em substituição às sacolinhas plásticas, a ideia é oferecer sacolas retornáveis e outros formatos de embalagens, como caixas de papelão, carrinhos de lona e dobráveis, além de sacolas plásticas compostáveis, confeccionadas com amido de milho, que se decompõem em 180 dias. A decisão, além de atender à lei aprovada em São Paulo que proíbe a distribuição gratuita de sacolas, faz parte de um plano de metas ambientais anunciado pela rede, que inclui ações para reduzir o volume de resíduos e as emissões de gases de efeito estufa.

MOBILIZAÇÃO

ONU propõe indústria de moda sustentável

As Nações Unidas anunciaram iniciativas para promover a sustentabilidade na indústria da moda. O projeto está sendo coordenado pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad). A agência da ONU vai apoiar concursos na Grã-Bretanha e na Holanda baseados no uso de material reciclável. Além disso, a Unctad se unirá a um grupo de design na Espanha para continuar pesquisas sobre biodiversidade na criação e manufatura de roupas. A agência informou que promoverá um prêmio anual para jovens estilistas interessados em trabalhar com a moda sustentável. / ANDREA VIALLI e AFRA BALAZINA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.