,

25 de agosto de 2011 | 01h27

Empresa nega uso de produto tóxico em roupa

A multinacional sueca H&M rechaçou ontem a acusação do Greenpeace de uso de produtos tóxicos na fabricação de roupas na China. Além da H&M, foram implicados também Adidas, Calvin Klein, Lacoste, Ralph Lauren e Converse. O Greenpeace denunciou a presença de etoxilato de nonilfenol (NPE) em dois terços dos 78 produtos estudados e coletados em lojas em 18 países. Em um comunicado, a H&M diz que o produto está em sua lista de restrições desde 1999.

BATISMO

Filhotes de felino com nome de gente

Dois filhotes de Leopardo-das-Neves (Uncia uncia) foram batizados em um zoo na Alemanha. Agora se chamam Otto e Theophanu. /KARINA NINNI, com AGÊNCIAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.