Plano de resgate do Chipre interrompe rali e ações europeias caem

As ações europeias fecharam em queda nesta segunda-feira, deixando para trás as máximas de vários anos atingidas na semana passada. O plano de resgate para o Chipre envolvendo imposto nos depósitos bancários reanimou temores de uma corrida bancária nos países mais endividados da zona do euro.

Reuters

18 de março de 2013 | 15h18

As ações de bancos do sul da Europa estiveram entre as mais pressionadas pela notícia. O papel do português Banco Espírito Santo perdeu 5 por cento e a ação do espanhol Banco de Sabadell teve oscilação negativa de 4,2 por cento.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 encerrou em queda de 0,27 por cento, a 1.199 pontos, enquanto o índice de blue chips da zona do euro Euro STOXX 50 recuou 0,74 por cento para 2.705 pontos.

O FTSEurofirst 300 chegou a cair 1,2 por cento perto da abertura dos negócios, mas reduziu perdas com o movimento de que investidores aproveitando a oportunidade para comprar papéis do centro da Europa. Ações de grandes multinacionais europeias estiveram entre as mais procuradas.

O papel da AB Inbev, maior cervejaria do mundo, avançou 1,7 por cento nesta quinta-feira, enquanto a ação da L'Oreal, maior produtora de cosméticos do mundo, ganhou 1,2 por cento.

"A maior preocupação não é o Chipre, que é uma economia pequena, é o risco político ao longo da zona do euro, a maneira como líderes enfrentam a crise de dívida. E se a Espanha ou a Itália decidirem fazer o mesmo e taxar depósitos bancários?", disse o gestor de fundo do Montaigne Capital Arnaud Scarpaci.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,49 por cento, a 6.457 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,40 por cento, para 8.010 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,48 por cento, para 3.825 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,85 por cento, para 15.924 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 retrocedeu 1,29 por cento, para 8.507 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em queda de 1,26 por cento, para 6.108 pontos.

(Reportagem de Blaise Robinson)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.