Planos avaliam incentivo à prevenção

Resolução da ANS sugere descontos a clientes que participarem de programas de prevenção de doenças

Karina Toledo, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2011 | 00h00

As operadoras de planos de saúde dizem que analisam a resolução da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que incentiva a adesão de usuários de planos de saúde a programas de envelhecimento saudável e de prevenção de enfermidades.  

 

Veja também:

forum Perguntas e respostas sobre a resolução da ANS para programas preventivos

Segundo a resolução, publicada anteontem, as empresas podem dar descontos de até 30% nas mensalidades ou conceder prêmios, como plano dentário grátis. O texto rejeita discriminação de idade e doença dos beneficiários. A adesão é facultativa.

A resolução diz que os planos podem criar programas amplos - para prevenir o sedentarismo, por exemplo - ou decidir pelos específicos, como um direcionado a idosos. Resultados da participação nos programas, como redução do colesterol, não podem ser cobrados pelos planos.

A Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), que representa 15 grupos de operadoras privadas - 33% do mercado -, afirmou que "está estudando a norma para, posteriormente, fazer as suas considerações".

As operadoras ouvidas pela reportagem também afirmam que analisam a resolução. A Amil Assistência Médica disse que "entende que as determinações da ANS preconizam e contribuem para o aperfeiçoamento constante do sistema de saúde" e que, dessa forma, "está avaliando o programa e a possibilidade de implementação".

A Bradesco Saúde informou que também está estudando a norma "para definir as oportunidades de atuação". A SulAmérica tem posição semelhante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.