PM apreende 20 rojões em ato de manifestação no Rio

A Polícia Militar afirmou neste domingo, 29, que 20 rojões com pregos e 178 "ouriços" (peças cheias de pontas) foram apreendidos por policiais do Serviço Reservado do 6º BPM (Tijuca) no último sábado, 28, em protesto contra Copa do Mundo. A manifestação reuniu cerca de 300 pessoas. Da Praça Saens Pena, na zona norte, elas caminharam pela Tijuca, em direção ao Maracanã. Ali, Colômbia e Uruguai jogavam. Durante o ato, dissolvido com força pelos PMs, 15 pessoas foram detidas sob as acusações de desacato e agressão.

AE, Agência Estado

29 de junho de 2014 | 20h05

Os policiais alegaram que manifestantes jogaram bombas caseiras contra os agentes do Batalhão de Grandes Eventos. Repórteres que cobriam o protesto viram apenas uma bomba ser detonada. Foi atirada por PMs contra participantes da caminhada.

Ativistas foram agredidos com golpes de cassetete, e jornalistas que registravam as agressões tiveram equipamentos danificados por policiais. Um deles foi o fotógrafo Marcos de Paula, do jornal O Estado de S.Paulo, que teve quebrado o para-sol da máquina fotográfica. Questionada, a Polícia Militar do Rio não explicou o motivo do ataque ao profissional.

Tudo o que sabemos sobre:
PMmanifestaçãorojõesCopa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.