PM do Rio acha depósito de armas em casa na Rocinha

Houve tiroteio quando os policiais chegaram à favela e um soldado ficou ferido de raspão

Talita Figueiredo, de O Estado de S. Paulo,

14 de fevereiro de 2008 | 19h04

A Polícia Militar do Rio encontrou nesta quinta-feira, 14, um depósito de armas numa casa da Favela da Rocinha, em São Conrado, zona sul da capital fluminense. Foram apreendidos dez fuzis, seis escopetas, dez pistolas, sete revólveres, uma granada, um silenciador, munição, ferramentas e peças para montagem de armas de diversos calibres, além de dois pacotes de cocaína e material para misturar à droga, como acetona e ácido sulfúrico.   Segundo o comandante do 23º Batalhão de Polícia Militar (BPM), Carlos Milan, esta seria uma das maiores apreensões de armas na Rocinha nos últimos anos. A operação, que começou no fim da manhã e durou quatro horas, foi fruto de uma investigação de dois meses do serviço reservado do 23º BPM. Com a chegada dos policiais, houve troca de tiros e o soldado Carlos Virgílio foi atingido de raspão por um disparo de fuzil no queixo. Virgílio passa bem. O Batalhão Operações Especiais (Bope) foi chamado à favela para dar apoio.

Tudo o que sabemos sobre:
tráfico de drogasviolência no Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.