PM é assassinado na porta de casa, no Rio

Homem que fez os disparos chegou e fugiu em uma moto, na Zona Oeste

O Estado de S. Paulo

28 Junho 2014 | 11h03

 RIO - Um policial militar foi assassinado com dois tiros na porta do prédio onde morava, em Realengo, zona oeste do Rio, na madrugada deste sábado, 28. O soldado Felipe do Nascimento, de 30 anos, estava em casa quando foi chamado por um homem em uma moto. Após uma discussão, o homem fez os disparos e fugiu.

Nascimento foi levado para o Hospital Albert Schweitzer, também em Realengo, mas não resistiu. Lotado no 22º Batalhão (Maré), ele estava na PM há três anos. O caso é investigado pela Divisão de Homicídios da Capital.

O porteiro do condomínio, uma testemunha e dois policiais militares que atenderam a ocorrência já prestaram depoimento. As imagens do circuito interno de segurança do condomínio foram solicitadas para tentar identificar o autor dos disparos.

Nessa sexta-feira, 27, o policial Dayvid Lopes Athanásio, de 23 anos, foi assassinado no bairro Jardim Catarina, em São Gonçalo, na região metropolitana. O carro onde o soldado estava foi alvejado por 20 tiros, e seis atingiram o policial. Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí investigam se houve ordem de traficantes locais para executar PMs que moram no bairro, um dos mais violentos da cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.