PM entra em cativeiro e liberta jovem em Praia Grande

Após uma denúncia anônima, policiais militares das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), libertaram ontem de um cativeiro um jovem de 25 anos, por volta das 22 horas, na cidade de Praia Grande, litoral sul paulista. O jovem é filho de um comerciante dono de postos de gasolina, e ficou por pelo menos 8 dias no cativeiro.Montado em um dos barracos da favela Caieiras, na rua Santa Clara, o cativeiro era vigiado por dois bandidos. Um deles, ao perceber a aproximação dos policiais, conseguiu fugir, mas o outro, armado com dois revólveres, calibres 38 e 45, teria atirado contra os PMs e foi baleado.Mesmo encaminhado para o pronto-socorro Quietude, no Hospital Municipal Adriano Bechara, o seqüestrador não resistiu e morreu. O nome do rapaz morto não foi divulgado pois o processo de legitimação através do exame das digitais ainda não foi encerrado. O caso foi registrado na Delegacia Anti-Seqüestro de Santos.A vítima passa bem e já foi encaminhada para casa. A polícia sabe que vários contatos já haviam sido feitos entre bandidos e familiares do rapaz, mas não foi informado quanto os criminosos exigiam pelo resgate nem detalhes sobre a abordagem e rendição da vítima.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.