PM ferido em manifestação em Brasília faz tomografia

O cabo da Polícia Militar que foi ferido com um golpe de mastro de bandeira por um dos manifestantes reunidos no Congresso Nacional foi levado do Centro Médico da Câmara dos Deputados para realizar um exame de tomografia. Segundo relato de outro policial, o PM W.Silva, de 35 anos, usava capacete quando foi atingido e, apesar da proteção, foi socorrido desacordado.

DAIENE CARDOSO E RICARDO DELLA COLETTA, Agência Estado

20 de junho de 2013 | 20h56

Ainda de acordo com os policiais, o manifestante reagiu após a PM jogar spray de pimenta no grupo. Com o rosto coberto, o manifestante se aproximou e golpeou o policial. Silva, que já havia respirado gás lacrimogêneo e aparentemente já não estava bem, caiu desacordado.

Com o avanço dos manifestantes para o prédio do Itamaraty, por questão de segurança, as luzes do interior do prédio do Congresso Nacional foram apagadas. O objetivo é dificultar eventuais tentativas de invasão por parte dos manifestantes.

Tudo o que sabemos sobre:
protestosBrasíliaPM ferido

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.