PM reforça segurança nas estações da CPTM no ABC

O Comando de Policiamento de Área Metropolitano (CPAM-6), da Polícia Militar (PM), disse que reforçou a segurança nas estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) no ABC paulista a fim de evitar tumultos por conta da greve deflagrada pelos funcionários da companhia. O CPAM-6 é responsável pelas cidades da região. Não há informação se a PM reforçou o policiamento na capital paulista. A greve dos ferroviários afeta todas as 89 estações de trens em São Paulo. Cerca de 2,4 milhões de usuários estão sendo prejudicados pela paralisação nas seis linhas.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

02 Junho 2011 | 10h25

No Grande ABC, além dos ferroviários, motoristas e cobradores de ônibus de empresas particulares decidiram manter a greve iniciada ontem. A paralisação afeta o transporte municipal e intermunicipal em Santo André, São Bernardo do Campo, Mauá, Rio Grande da Serra, Ribeirão Pires e São Caetano do Sul e Diadema. Os trabalhadores querem 15% de aumento nos salários, mas as companhias oferecem 8%. O sindicato que representa os funcionários afirma que as empresas não apresentaram nova proposta.

Mais conteúdo sobre:
greve CPTM segurança PM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.