PM usou bomba de gás para dispersar estudantes no Rio

O Batalhão de Choque da Polícia Militar lançou bombas de gás para dispersar uma manifestação de estudantes universitários na Linha Vermelha, no Rio. Alguns alunos disseram ter sofrido queimaduras. Por volta das 11 horas, cerca de 500 estudantes de instituições federais fecharam a via expressa, próximo à Cidade Universitária da UFRJ, para protestar contra o sucateamento de hospitais universitários. No ato, muitos vestiam jalecos brancos e levavam cartolinas. A PM foi chamada e determinou o fim da manifestação. Diante da recusa dos estudantes, as bombas foram lançadas. Revoltados, os alunos de cursos como medicina e enfermagem deixaram a Linha Vermelha. O trânsito ficou interrompido por 35 minutos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.