Poder público é quem determina tarifas, diz NTU

O presidente-executivo da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), Otávio da Cunha Filho, isentou as empresas de culpa pela precária condição da rede de transporte coletivo nas cidades ao afirmar que a quantidade de ônibus, de viagens e preços de tarifas são determinadas pelo poder público. De acordo com ele, são os governos que definem estes pontos.

WLADIMIR DANDRADE, Agência Estado

04 de julho de 2013 | 12h49

"As empresas cumprem as determinações do poder público, é ele quem contrata e delega", disse Cunha Filho, durante entrevista coletiva na capital paulista. Ele afirmou, também, que cabe aos governos contratantes do transporte coletivo fornecer as informações sobre os custos e tarifas do serviço à população. O dirigente explicou que o sistema de bilhetagem eletrônica disponibiliza, em tempo real, esses dados ao poder público e que é competência dos governos repassá-los aos moradores da cidade.

O dirigente disse que há desconhecimento sobre o funcionamento dos contratos por parte da população e afirmou que a NTU só se manifestou agora a respeito dos protestos que ocorrem em todo o País para não inflamar ainda mais os ânimos da população.

Mais conteúdo sobre:
transportestarifasNTU

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.