Poderoso tio de líder norte-coreano vai à China para discutir negócios

Um influente tio do dirigente norte-coreano Kim Jong-un chegou nesta segunda-feira a Pequim, na China, num sinal de que o recluso país busca formas de reavivar sua precária economia.

Reuters

13 de agosto de 2012 | 10h24

A agência estatal de notícias KCNA disse que Jang Song-thaek viajou à China, único aliado relevante da Coreia do Norte, para discutir a implantação de projetos comerciais conjuntos.

Recentemente, o jovem e inexperiente Kim disse a Pequim que sua prioridade como governante, cargo que assumiu em dezembro após a morte do seu pai, será desenvolver a economia norte-coreana.

No mês passado, uma fonte bem relacionada em Pyongyang e Pequim disse à Reuters que a Coreia do Norte está preparando reformas agrícolas e econômicas, depois de Kim e seu poderoso tio expurgarem das Forças Armadas generais que se opunham a mudanças.

A KCNA disse que o encontro em Pequim será a terceira reunião do Comitê de Orientação Conjunta Coreia do Norte-China. A agência não informou quem mais participa da delegação, nem quais projetos serão discutidos.

Jang é visto como um tradicional defensor de reformas na Coreia do Norte, e sua viagem ocorre após crescentes especulações de que a nova liderança nacional estaria desejosa de alterar a gestão econômica no regime comunista.

(Reportagem de Jack Kim)

Tudo o que sabemos sobre:
COREIANTIOCHINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.