Polícia apreende 150 bananas de dinamite e 21 granadas na Bahia

Na operação, sete pessoas foram presas e uma morreu; polícia acredita que os explosivos eram usados para arrombamento de caixas eletrônicos

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

19 de outubro de 2011 | 14h56

SALVADOR - A Polícia Militar baiana apreendeu, na noite de ontem, 150 bananas de dinamite, 21 granadas e bombas artesanais, 27 detonadores, duas espingardas calibre 12, munição e cerca de meio quilo de cocaína no distrito de Pimenta, município de Mascote (BA), 544 quilômetros ao sul de Salvador. Sete pessoas que cuidavam da carga foram presas e uma morreu em confronto com os policiais.

O material estava em dois carros, com placas do Espírito Santo, que também foram apreendidos. De acordo com informações da PM, policiais do município vizinho de Camacan foram informados sobre uma movimentação suspeita em Mascote. Ao chegar ao local, uma equipe da PM teria sido recebida a tiros e revidado. Um policial chegou a ser atingido, mas não ficou ferido por causa do colete. Um suspeito foi baleado e morreu antes de receber atendimento médico.

A polícia acredita que os explosivos sejam fabricados pela própria quadrilha, que estaria distribuindo os artefatos para grupos especializados em arrombamento de caixas eletrônicos no interior da Bahia. Os detidos foram levados para a carceragem da Delegacia de Camacan.

Mais conteúdo sobre:
apreensãodinamiteBA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.