Polícia argentina prende quadrilha que vendia carros de luxo roubados a prestação

Bando foi descoberto a partir de investigação sobre homem desempregado que usava carros de luxo.

Marcia Carmo, BBC

16 Março 2012 | 19h03

A polícia da Província de Buenos Aires prendeu nessa semana uma quadrilha que roubava carros de luxo e os vendia a prestação para compradores de diferentes pontos da Argentina.

Segundo o secretário de Justiça e de Segurança Pública da Província, Ricardo Casal, os carros eram vendidos com documentos falsos e por preços abaixo dos oferecidos no mercado legal.

"Desarticulamos uma quadrilha vip e confiscamos carros por um valor aproximado de pelo menos US$ 2 milhões (R$ 3,6 milhões)", afirmou Casal. O bando foi desbaratado na quinta-feira.

Assessores do secretário disseram à BBC Brasil que a investigação durou quatro meses e incluiu escutas telefônicas.

Casal afirmou que 37 automóveis foram detidos pelos policiais nas Províncias de Buenos Aires, Córdoba, Santa Fé e Entre Rios. Dezesseis pessoas foram presas.

A polícia investiga agora 40 compradores destes veículos para saber se eles tinham ou não conhecimento de que adquiriram carros roubados. A lista inclui Audi, Toyota Hillux, Volkswagen Amarok, entre outras marcas - vendidas a crédito.

Carro de luxo e casa humilde

O líder da quadrilha, conhecido como "Gordo Dani", morava num condomínio de luxo, na cidade de Pilar, a cinquenta quilômetros do centro da cidade de Buenos Aires, e dizia aos vizinhos que era dono de lojas de lava a jato.

Em sua casa, a polícia apreendeu os equipamentos usados para falsificar os documentos dos carros, vendidos também para concessionárias do interior do país.

A investigação começou após a polícia desconfiar de um homem desempregado que usava vários carros de luxo enquanto vivia em uma casa humilde na cidade de Hurlington, na Província de Buenos Aires.

Segundo comunicado da polícia, "a quadrilha realizava os assaltos a mão armada e foi descoberta após várias operações na Grande Buenos Aires, na capital do país, Buenos Aires, e nas províncias de Entre Rios, Santa Fé e Córdoba". BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.