Polícia busca suspeitos de atirar em Lídio Toledo Filho

Não foi divulgado o número de mandados de prisão que serão cumpridos

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

10 de janeiro de 2008 | 10h56

Cerca de 20 policiais da Divisão de Capturas da Polícia Civil (Polinter) deram início nesta quinta-feira, 10, a uma operação no morro do Borel, no bairro da Tijuca, no Rio, para tentar capturar os suspeitos de terem assaltado e atirado no médico Lídio Toledo Filho, filho do ex-médico da seleção brasileira de futebol Lídio Toledo, e sua esposa na noite de réveillon. Houve tiroteio no momento da chegada dos policiais, além da explosão de uma granada. Segundo a polícia, ninguém ficou ferido. Não foi divulgado o número de mandados de prisão que serão cumpridos. Até 10h30, ninguém havia sido preso.

Tudo o que sabemos sobre:
Lídio Toledo FilhoRio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.