Polícia busca tigres, ursos e leões que fugiram de zoo nos EUA

Jaulas foram encontradas abertas; algumas feras selvagens que escaparam foram mortas a tiros.

BBC Brasil, BBC

19 de outubro de 2011 | 08h19

Dezenas de animais exóticos escaparam de um zoológico particular na cidade americana de Zanesville, Ohio, e rondam a área.

A polícia recebeu denúncias de pessoas que viram guepardos, ursos cinzentos, ursos negros, lobos, tigres e leões. Há relatos de que 25 animais foram mortos a tiros.

O dono do zoológico, Terry Thompson, foi encontrado morto no local, mas a polícia não disse como ele morreu.

Os policiais disseram que as jaulas foram encontradas abertas no zoo, o Muskingum County Animal Farm.

Eles estão patrulham a área ao redor do zoo. Moradores locais receberam a orientação de permanecer em suas casa e muitas escolas próximas cancelaram as aulas.

Ohio tem uma das legislações mais brandas entre os Estados americanos sobre a posse de animais exóticos.

Situação grave

"Estes são animais selvagens que você veria na TV ou na África", disse o xerife local Matt Lutz.

Ele disse que a polícia começou a receber ligações por volta das 17h30 (19h30 de Brasília) de terça-feira dizendo que animais estavam soltos em uma rua do oeste de Zanesville.

Quatro policiais foram enviados ao zoológico onde encontraram o dono morto e as jaulas abertas. Vários animais agressivos teriam sido mortos próximos do corpo.

Lutz disse que a principal preocupação era proteger a população da região predominantemente rural.

"A situação é grave", disse ele. Agentes federais foram enviados para ajudar no caso.

Há informações de que o dono do zoológico enfrentava problemas legais e que esteve preso recentemente.

Um morador local disse à agência de notícias Associated Press que Thompson era uma pessoa extravagante que pilotava aviões, barcos e possuía uma loja de motos costumizadas e armas.

"Ele era único. Nunca o vi ferir alguém e cuidava bem dos animais", disse o morador. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.