Polícia chinesa detém criadores de vírus de computador

A polícia chinesa deteve oito pessoas acusadas de criar um vírus de computador que enchia de ursos panda as telas dos PCs, na primeira operação policial realizada no país contra criadores deste tipo de software, informou nesta terça-feira a imprensa chinesa. Li Jun, um hacker de 25 anos morador da cidade de Wuhan (centro), foi identificado como o principal responsável do vírus, chamado de "Xiongmao Shaoxiang" ("o panda que queima varinhas de incenso"). O software, que afetou milhões de computadores de todo o país, é um vírus do tipo "verme", que deixa a tela de cor azul e pode apagar arquivos ou roubar senhas dos internautas. Li e os outros sete detidos (todos menores de 23 anos) também receberam mais de US$ 13 mil pela venda deste vírus, que aparentemente não é o primeiro que criaram. Ele e sua equipe concluíram em 16 de outubro a programação do vírus. As investigações para encontrar os programadores do vírus duraram um mês e envolveram policiais de dez divisões administrativas do país.

Agencia Estado,

13 Fevereiro 2007 | 15h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.