Polícia de PE esclarece que morto morava em SP

A polícia pernambucana esclarece que uma das pessoas executadas com cerca de 30 tiros de pistola em uma casa na praia do Janga, no município de Paulista, se chamava Julio César Linhares do Ó e era paraibano e não paulista. Ele morava em São Paulo. A polícia acredita que o crime pode ter sido motivado por tráfico de drogas.

ANGELA LACERDA, Agência Estado

23 de agosto de 2011 | 19h25

O triplo homicídio ocorreu no sábado, 20, mas só foi descoberto ontem pelo caseiro Luiz Carlos Teixeira. Hoje, os corpos foram identificados: Julio César Linhares do Ó, 38 anos, paraibano que morava em São Paulo, e o casal José Leandro Linhares dos Santos, 27, e Maria Joselina Pereira de Oliveira, 18, ambos da cidade de Lagoa, na Paraíba.

O delegado responsável pela investigação, Ivaldo Pereira, da equipe de repressão aos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) de Paulista, informou que todos os indícios ligam o crime ao envolvimento com entorpecentes. "Encontramos na casa pinos para cocaína, dois papelotes da droga, duas balanças de alta precisão, sacos para embalar (droga)", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
crimeviolênciatráfico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.