Polícia desarticula esquema de fraude de CNH no RS

Os interessados pagavam de R$ 2 mil a R$ 3 mil para obter o documento

ELDER OGLIARI, Agência Estado

11 de junho de 2013 | 13h25

PORTO ALEGRE - A Polícia Civil do Rio Grande do Sul desarticulou um esquema de venda, falsificação e fraude de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) durante a Operação Teseu, nesta terça-feira, 11. Um grupo de 480 agentes cumpriu 65 mandados de busca e apreensão e 28 de condução de investigados para depoimentos em 24 cidades do Estado.

Os interessados pagavam de R$ 2 mil a R$ 3 mil a instrutores dos Centros de Formação de Condutores (CFCs) ou diretamente a servidores do Detran para obter o documento sem se submeter aos testes práticos.

Em nota, o Detran informou que detectou suspeitas em novembro de 2011, pediu a investigação policial e colaborou com ela permanentemente. Também anunciou que os servidores investigados que tenham cargos de chefia estão dispensados da designação.

Tudo o que sabemos sobre:
fraudeCNHRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.