Polícia encontra caixas de leite enterradas no RS

A Brigada Militar (a Polícia Militar gaúcha) descobriu hoje, a partir de uma denúncia anônima, centenas de caixas de leite enterradas em uma área privada no município de Fazenda Vila Nova, a 90 quilômetros de Porto Alegre (RS). A patrulha ambiental da BM foi até o local conferir a denúncia e constatou que a terra havia sido escavada. Com uma máquina, removeu terra e encontrou as caixas de leite, segundo descreveu o sub-comandante geral da BM, Paulo Roberto Mendes. Veja também: Cooperativa Calu diz que já recolheu leite fraudado Três marcas de leite adulterado serão retiradas do mercado Anvisa descarta risco iminente do leite para o consumidor Confira os lotes sob suspeitaA informação repassada à BM era de que haveria 200 mil caixas, mas Mendes disse que ainda não há uma estimativa da quantidade encontrada. A BM irá enviar um relatório do caso à Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) e ao Ministério Público. Amostras foram enviadas para análise no Instituto Geral de Perícias do Estado. Conforme a BM, o proprietário do imóvel não quis se manifestar sobre a origem do produto. Várias caixas tinham validade até abril de 2008.Em Minas Gerais, uma operação da Polícia Federal apreedeu nos últimos dias alguns lotes de leite que haviam sido adulterados com uma mistura contendo água oxigenada sal, açúcar e outros componentes. Entre as marcas com leite adulterado estavam a Centenário e a Parmalat. Alguns lote haviam sido empacotados na embalagem longa vida no Rio Grande do Sul.

SANDRA HAHN, Agencia Estado

26 de outubro de 2007 | 20h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.