Polícia espera laudos para saber causa de enforcamento

A polícia espera o resultado dos laudos da perícia técnica e médica para identificar a causa do enforcamento acidental do ator Tiago Klimeck, de 27 anos, que aconteceu na última sexta-feira, 6, durante a encenação da peça teatral "Paixão de Cristo", em Itararé, no interior de São Paulo. De acordo com o titular da Delegacia de Itararé, José Vitor Bassetti, caso a perícia médica não aconteça nesta terça-feira, ele solicitará que ocorra no máximo até quarta-feira.

GHEISA LESSA, Agência Estado

10 Abril 2012 | 14h30

Segundo o delegado, responsável pelas investigações, o ator utilizou na apresentação um cinto cedido pelo Corpo de Bombeiros da cidade. Bassetti afirmou, porém, que a causa do enforcamento poderia ser atribuída ao cordão da capa que Klimeck estava usando sobre o cinto dos bombeiros.

"O objetivo da perícia médica é identificar se os ferimentos no corpo do ator são recorrentes do cinto ou do cordão", disse Bassetti. "Estamos tratando este caso como um fato culposo, sem a intenção de matar, por imperícia de quem manuseou os equipamentos, ou da própria vítima ou de outras pessoas", acrescentou o delegado.

O delegado irá investigar, também, se o equipamento do Corpo de Bombeiros precisava de autorização ou se passou por testes antes de ser utilizado na encenação.

O ator deve passar por exames nesta terça-feira, entre eles, tomografia de crânio, se suas condições clínicas permitirem, conforme boletim médico da Santa Casa de Misericórdia de Itapeva, onde ele está internado.

Mais conteúdo sobre:
atorenforcamentoperícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.