Polícia identifica atirador que matou 5 nos EUA

Stephen Kaszmierczak, de 27 anos, abriu fogo em universidade e se matou.

Da BBC Brasil, BBC

15 de fevereiro de 2008 | 18h10

A polícia dos Estados Unidos divulgou nesta sexta-feira a identidade do homem que abriu fogo em uma universidade do país na quinta-feira, matou cinco pessoas e feriu cerca de 15 antes de se suicidar.O atirador foi Stephen Kaszmierczak, de 27 anos, um ex-estudante de sociologia da Universidade Northern Illinois, onde ocorreu o ataque."Ele era um estudante excepcional, era um estudante premiado", disse Donald Grady, chefe da polícia da universidade, que fica perto de Chicago. "Ele era admirado pelos professores, por funcionários e estudantes.""Não tínhamos nenhuma indicação de que esse poderia ser o tipo de pessoa que pudesse realizar ações como essas."O policial também disse que ainda não se sabe o que teria motivado Kaszmierczak a fazer o que fez.RemédioGrady, contudo, ressaltou que o comportamento de Kaszmierczak andava estranho ultimamente. "Conversamos com pessoas próximas a ele, e aparentemente ele estava tomando uma medicação", afirmou. "Ele havia parado de tomar o remédio e passou a ter um comportamento um tanto errático nas últimas duas semanas."Kaszmierczak estava armado com três pistolas e uma espingarda quando invadiu uma sala lotada durante uma palestra de geologia e começou a atirar.O chefe da polícia disse que ainda não está claro quantos tiros foram disparados, mas 48 cápsulas de balas e seis cartuchos de espingarda foram encontrados.Este é o quarto tiroteio em uma escola americana ocorrido em uma semana.Na última sexta-feira, uma mulher matou a tiros duas outras estudantes antes de cometer suicídio no Colégio Técnico da Louisiana, na cidade de Baton Rouge.Em Memphis, Estado do Tennessee, um adolescente de 17 anos foi acusado de atirar e ferir gravemente um estudante na segunda-feira. Na terça-feira, um estudante de 15 anos foi baleado em um colégio da Califórnia.Há dez meses, um estudante da Universidade Virginia Tech, no Estado da Virgínia, matou 32 estudantes e funcionários da instituição.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.