Polícia indicia piloto de lancha que afundou em Brasília

A Polícia Civil indiciou por homicídio culposo o condutor da lancha que afundou no Lago Paranoá, em Brasília, na madrugada de sábado. Duas irmãs morreram no acidente.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

26 de maio de 2010 | 20h06

Um grupo de 10 pessoas que participava de uma festa em uma casa às margens do Lago Norte foi fazer um passeio e, por volta das 3h30, o barco afundou. Duas pessoas conseguiram se salvar, nadando até as margens do lago, e outras seis pessoas foram socorridas pelos bombeiros. Os corpos de Juliana Queiroz Lira, de 21 anos, e de Liliane Queiroz, de 18 anos, foram encontrados ontem.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o condutor da lancha havia consumido bebida alcoólica. Além disso, havia excesso de passageiros na lancha, que comporta seis pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:
lanchaacidenteBrasíliaLago Paranoá

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.