Polícia investiga ações de outros PMs em morte no Rio

A Polícia Civil está investigando a participação de mais policiais militares no caso da morte do coordenador do AfroReggae, Evandro João da Silva, atingido por um tiro na madrugada de domingo no Centro do Rio.

MÁRCIA VIEIRA, Agencia Estado

23 de outubro de 2009 | 20h26

Além dos dois PMs, flagrados levando o tênis e o casaco de Evandro das mãos de dois assaltantes, a polícia investiga quem são os outros dois policiais que passaram dentro de um carro quando Evandro ainda estava caído e não prestaram socorro.

Fontes da polícia disseram que a investigação aponta para um possível envolvimento de uma quadrilha de PMs que faziam assaltos na área.

Hoje, a 1ª Auditoria de Justiça Militar determinou a prisão preventiva do capitão PM Dennys Leonard Nogueira Bizarro e do cabo Marcos Oliveira Sales. O pedido foi feito pelo Ministério Público Militar. Eles estavam presos administrativamente, mas seriam soltos hoje. Os policiais são acusados de omissão na morte do coordenador do AfroReggae.

Tudo o que sabemos sobre:
violênciaRioAfroReggaepoliciais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.