Polícia investiga denúncia de venda de bebê em MG

Os pais teriam fugido depois que o boato da venda se espalhou, de acordo com a polícia

EDUARDO KATTAH, Agencia Estado

14 de fevereiro de 2008 | 16h50

A Polícia Civil mineira iniciou uma investigação sobre a denúncia de que um casal estaria tentando vender a própria filha, de quatro meses, por cerca de R$ 5 mil. Um inquérito foi aberto na 4ª Delegacia Distrital de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. A menina foi localizada na quarta-feira, 13, por policiais militares em uma casa no bairro Industrial. A PM foi acionada após uma denúncia anônima de maus-tratos.   Fernanda Pereira dos Santos, de 22 anos, disse que a mãe do bebê, Sandra Pereira dos Santos, de 36, que é sua prima, e o companheiro, identificado apenas por Baiano, haviam deixado a criança com ela há cerca de um mês e viajado para o interior do Estado. A intenção seria fugir, já que começaram a circular boatos no bairro sobre a tentativa de venda do bebê. Alguns vizinhos afirmaram que a menina havia sido oferecida a eles pelo casal.   Segundo a polícia, Sandra e Baiano não têm ocupação nem residência fixa. Informações não confirmadas dão conta de que outros dois filhos da mulher estariam abrigados em uma instituição de Ipatinga, na região do Vale do Aço, e outro teria sido trocado por um lote.   O Conselho Tutelar foi chamado e o destino do bebê seria decidido pelo Juizado da Infância e da mJuventude de Contagem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.