Polícia investiga desvio de R$ 26 mi de correntistas

A polícia de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, começou a ouvir hoje as primeiras vítimas de um golpe que desviou pelo menos R$ 26 milhões dos correntistas de uma agência do banco Santander, no bairro Alto de Rio Preto, zona sul da cidade. Vinte e um correntistas denunciaram o sumiço de quantias de suas contas ao Ministério Público, que pediu a abertura de inquérito.

CHICO SIQUEIRA, Agência Estado

15 Março 2012 | 21h05

Os gerentes Fábio Roberto da Costa e Jeferson Aparecido Rocha são acusados dos desvios. Eles cuidavam de contas especiais, chamadas Van Gogh, e tinham liberdade para fazer movimentações e aplicações em nome dos correntistas - na maioria, agropecuaristas, empresários e advogados. Ambos foram demitidos após o Santander tomar conhecimento do golpe. Às 19h10 de hoje, a assessoria de imprensa do banco enviou uma nota dizendo que "o Santander não comenta assuntos que são objetos de demanda judicial". Os ex-gerentes também não foram localizados.

Mais conteúdo sobre:
desviobanco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.