Polícia investiga morte de advogado

O Setor de Homicídios da Delegacia Seccional de Osasco, na Grande São Paulo, vai investigar o assassinato do advogado Márcio Roberto Campos, de 36 anos, morto na noite de quinta-feira com nove tiros na cabeça. No ano passado, Campos ajudou a polícia a desvendar a atuação do grupo de extermínio "Eu sou a morte", formado por PMs. Ele advogava para uma das vítimas dos matadores. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

28 de setembro de 2008 | 07h43

Tudo o que sabemos sobre:
advogadoOsascoviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.