Polícia investiga morte de arquiteta em assalto em SP

A Polícia Civil de Campinas (SP) investiga a morte da arquiteta Thaís Puche Tokumoto, de 25 anos, atingida por um disparo durante troca de tiros entre suspeitos de uma tentativa de assalto e um policial militar à paisana, na noite de ontem no distrito de Barão Geraldo.

TATIANA FAVARO, Agência Estado

18 de fevereiro de 2011 | 17h41

Segundo informou o titular do 7º Distrito Policial de Campinas, Tadeu Brito de Almeida, a jovem estava em seu carro, na Estrada da Rhodia, quando foi abordada por dois homens. Uma testemunha viu quando a Saveiro de Thaís parou e um I30 estacionou logo atrás. Um dos homens teria tentado imobilizá-la. Um policial à paisana que estava perto do local gritou com os suspeitos e sacou uma arma, segundo informou a testemunha. Houve troca de tiros.

A polícia aguarda laudo do Instituto Médico Legal (IML) para saber se Thaís morreu com o tiro que saiu da arma dos suspeitos ou do policial. A arma do PM foi apreendida. O delegado informou que os suspeitos não levaram nem objetos pessoais da vítima e nem o carro. A placa do veículo em que os suspeitos fugiram não foi identificada. Até o fim desta tarde ninguém havia sido preso.

Tudo o que sabemos sobre:
arquitetamorteassaltoinvestigaçãoSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.