Polícia investiga morte de menina atropelada por jet ski

A Polícia Civil de Paulínia investiga a morte de uma garota de 13 anos, moradora de Sumaré, atropelada por um jet ski ontem, na lagoa localizada atrás do Parque Brasil, em Paulínia, interior de São Paulo. O principal suspeito é um microempresário de 31 anos, que pilotava o jet ski. De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública de São Paulo, testemunhas informaram à polícia que o piloto atropelou outros banhistas. Guardas municipais foram chamados e socorreram ao pronto-socorro municipal um carpinteiro, de 53 anos, e a adolescente, que não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

TATIANA FAVARO, Agencia Estado

31 Agosto 2009 | 17h21

O piloto fugiu após o acidente, deixando o jet ski e seu carro, um Fiat Uno, no local. Sua mulher compareceu à Delegacia de Paulínia e entregou os documentos do veículo, do jet ski e documentos pessoais do marido. A Polícia Civil de Paulínia determinou a apreensão do carro e do jet ski, que passaram por perícia. Até o fim da tarde de hoje policiais civis permaneciam em diligência e o suspeito não havia sido preso. Ele será indiciado por homicídio culposo e lesão corporal culposa.

Mais conteúdo sobre:
acidentejet skiPaulíniamorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.