Polícia investiga tumulto em loja onde aposentada morreu

A polícia abriu hoje inquérito para apurar o tumulto ocorrido durante uma liquidação numa loja de eletrodomésticos de João Pessoa, no sábado, que deixou 18 pessoas feridas e resultou na morte da aposentada Maria de Lourdes Galdino Pereira. Ela foi pisoteada durante a confusão e sofreu uma parada cardíaca. Seu enterro ocorreu ontem.

LUIZ CARLOS SOUSA, Agência Estado

24 de maio de 2010 | 17h18

Hoje, cinco pessoas foram prestar queixa na 4ª Delegacia Distrital, no bairro do Geisel. A Polícia aguarda ainda que novas testemunhas se apresentem durante a semana, para esclarecer o que causou a confusão. Até hoje pela manhã, os parentes da aposentada não haviam comparecido à delegacia para registrar depoimento.

O tumulto começou após a aglomeração de cerca de 20 mil pessoas que aguardavam a inauguração do Atacadão dos Eletros, na BR-230. O público empurrou os portões antes da abertura e invadiu o local. A confusão só foi controlada com a chegada da polícia.

A delegada Gilvanira Holanda, que investigará o caso, já ouviu as primeiras testemunhas sobre o incidente. Os suspeitos poderão ser indiciados por danos ao patrimônio, tentativa de homicídio e lesões corporais, já que várias pessoas foram pisoteadas durante a confusão. As vítimas do tumulto foram encaminhadas para hospitais, onde receberam atendimento médico e foram liberadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.