Polícia mata integrante de quadrilha em Curitiba

A Polícia Civil do Paraná apreendeu várias armas pertencentes a uma suposta quadrilha especializada em roubos de carga e assaltos a bancos, na noite de ontem, na região sul de Curitiba. Durante tiroteio, Diego Rodrigo da Motta Barbosa, de 20 anos, que dirigia o carro onde estava o armamento, foi morto.

EVANDRO FADEL, Agência Estado

14 de janeiro de 2011 | 15h33

A polícia procura outras pessoas que fariam parte da quadrilha. Foram apreendidos cinco fuzis, duas metralhadoras, quatro pistolas, radiocomunicadores, máquinas de choque, coletes balísticos, munição e um carro roubado.

De acordo com a polícia, o grupo era de São Paulo e preparava-se para atuar em Curitiba. "Pela reação que o indivíduo teve, não se entregando e entrando em confronto com a polícia, mesmo vendo que estava em franca desvantagem, demonstra a índole do indivíduo", disse o delegado do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), Hamilton da Paz. Segundo a polícia, as informações do setor de inteligência apontaram como suspeita uma casa em um condomínio fechado.

O local foi monitorado, até que às 22 horas, Barbosa chegou em um carro com placa de Santo André (SP). Quando ele percebeu a movimentação policial, teria começado a atirar com uma pistola. Houve revide e ele foi atingido, morrendo no local. Na garagem da casa havia outro carro, de Curitiba, que tinha sido roubado na última quarta-feira. O morto era natural de Ibiporã, no norte do Paraná.

Tudo o que sabemos sobre:
crimeviolênciaCuritiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.