Polícia negocia libertação de reféns em lotérica de SP

Integrantes do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) negociavam por volta das 19h30 de hoje a libertação de pelo menos duas pessoas mantidas reféns em uma lotérica no Tatuapé, bairro na zona leste de São Paulo. A Polícia Militar (PM) negocia a libertação das vítimas desde o início da noite. Dos três reféns, apenas um foi libertado. Não há informação sobre feridos.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

16 de setembro de 2010 | 19h56

Segundo a PM, dois homens armados tentaram roubar o estabelecimento no início da noite. Durante a ação, eles fizeram clientes e funcionários reféns. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o trânsito está congestionado na região. O caso será registrado no 51º Distrito Policial (DP), no Rio Pequeno.

Tudo o que sabemos sobre:
violênciarefénslotéricaSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.