Polícia ouvirá Rafinha Bastos após piada sobre estupro

O humorista Rafinha Bastos foi intimado a prestar depoimento na próxima terça-feira, no 14º DP de São Paulo, em Pinheiros. Ele será ouvido a respeito de suas declarações sobre estupro, consideradas pelo Ministério Público como apologia ao crime.

MARCELA GONSALVES, Agência Estado

20 de julho de 2011 | 15h56

O MP havia pedido a abertura de inquérito policial contra Rafinha Bastos com base nas supostas afirmações do humorista sobre estupro, tanto em apresentações no Clube de Comédia como em entrevista publicada na revista Rolling Stone, na edição de maio.

Na matéria, consta que Rafinha teria dito em sua apresentação: "Toda mulher que eu vejo na rua reclamando que foi estuprada é feia pra c..."; e "Tá reclamando do quê? Deveria dar graças a Deus. Isso pra você não foi um crime, e sim uma oportunidade."

O responsável pela edição da revista Rolling Stones também será ouvido. Seu depoimento no 14º DP está marcado para esta sexta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.