Polícia prende 17 com explosivos em Sumaré-SP

Dezessete pessoas foram detidas na madrugada deste sábado em Sumaré, no interior de São Paulo, após a descoberta de um estoque de materiais explosivos em duas casas. Segundo a Polícia Militar, na primeira residência foram apreendidos explosivos em gel, duas espoletas, um pavio, um "pé de cabra" e um maçarico. Já na segunda casa foram encontrados armas e mais explosivos.

EQUIPE AE, Agência Estado

15 Dezembro 2012 | 15h56

De acordo com a Secretaria de Segurança de São Paulo, os policiais foram recebidos com tiros ao descobrir que parte do grupo estava numa segunda residência. Os suspeitos também chegaram a detonar alguns explosivos contra os policiais. Um sargento foi atingido por estilhaços do artefato e três suspeitos ficaram feridos na troca de tiros.

Além de mais explosivos, os policiais encontraram na segunda casa radiocomunicadores, quatro fuzis, uma metralhadora, duas espingardas calibre 12, três pistolas, munições, aparelhos celulares, coletes à prova de bala e capuzes.

Mais conteúdo sobre:
crime explosivo prisão Sumaré

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.